Quarta-feira, 26.08.09
Todo agressor conta com o silêncio da sua vitima, para que tenha sucesso em sua empreitada.
Esse silêncio só é conseguido através do medo. Um medo tão terrível que nos paralisa, nos deixa sem raciocínio lógico, nos faz ficar totalmente sem ação.
E é ai que o agressor ganha, ele não te deixa falar. Você começa a achar que ele está com a razão que você realmente é louca, não merece nada.
Vivi doze anos nesse clima, e até hoje trago em mim as marcas dessa violência.
Eu trabalhava e entregava o meu salário para ele, ele gastava meu salário na rua., e eu tinha que fazer dividas´para comer e dar o que comer para os meus filhos. Era um circulo vicioso, de torturas psicológicas, de humilhações, de espancamentos. Minha auto estima não existia, eu passei a acreditar que realmente não tinha outra saída. Tinha três filhos pequenos, sabia que tinha que ter responsabilidade para com eles, mas não conseguia.
Apanhava por qualquer motivo, virou um habito eu ser espancada, apanhava porque era segunda feira, porque estava sol, porque chovia......Bem tudo era motivo para que eu fosse espancada.
Um dia tomei uma atitude louca peguei meus três filhos e fiz três malas de roupa e fui embora.
Não conseguia mais raciocinar direito, qualquer coisa seria melhor do que viver daquela forma. Mas eu estava muito machucada, muito ferida, humilhada, sem rumo, e com três crianças pequenas.
Eu tinha medo um medo que na realidade era pavor, de que me descobrissem, de soubessem.
Na minha cabeça eu era uma fraude, eu não valia nada, eu não daria conta, eu só sabia fazer dividas.
È incrível em nenhum momento eu parei para raciocinar que eu não tinha roupas, meus filhos não tinha roupas, morávamos mal, comíamos mal , então eu fazia dividas para sobreviver.
O fato de ter ouvido incansavelmente, que eu não prestava tinha dado certo era assim que eu me sentia.
Foi assim que me senti até bem pouco tempo.
Tinha medo de chegar perto das pessoas, de me aproximar e que elas descobrissem que eu não valia nada, que eu não prestava.
Acho muito difícil uma vitima da violência no lar conseguir sair do buraco negro onde fica, sem uma ajuda profissional seria.
É assim que é feita a manipulação.
Amanha falo mais.
Que a luz esteja com todos.
Fátima


publicado por araretamaumamulher às 05:44 | link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13
14
15

16
17
18
22

23
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

O Silêncio - O que todo a...

arquivos

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

tags

a desvalorização da mulher

a morte de um filho

a mulher e acultura da desvalorização

agressão da mulher

agressão psicologica

agressor

amor

anorexia

aprendizado

baixa auto estima

baixa auto estima origem da dor.

baixa auto-estima

beleza

bulimia

circulo vicioso.

como agir em caso de violência

comotratar a violência

comportamento machista

consentimento silencioso.

criança ferida

cristianismo e o preconceito ao feminino

crueldade na familia

culpa

denuncia

depressão

desejo sexual

deus

dia da mulher

direitos humanos

direitos humanos para a mulher vitima.

dor

dor humilhação

educação

educação de filhos

emoções

envelhecer

falta de amor

familia

familia desestruturada.

feminismo

filho

gordura

humilhação

infância

infancia de dor

inveja

lar

lei maria da penha

luto

machismo

mãe

manipulação.

máscara

medo

medos

menopausa

mentira

mídia

mídia especializada

mitos verdades

morte

morte de um filho

morte prematura

mulher

mulheres

mulheres violentadas.

oração

orgulho

patriarcado

perda

perda de um filho

perdão

perversão

preconceito

rede social

relacionamentos

sagrado

silencio

silêncio

sociedade

sociedade machista

solidão

sonhos

suicidio

velhice

verdade

vergonha

violência

violencia

violência aceita

violência contra a mulher

violência da mulher

violencia da mulher

violência doméstica

violência emocional

violencia emocional

violência psicologica

violência sexual

vitima

vitimas de violencia.

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds