Sexta-feira, 23 de Abril de 2010
Como um fractal que se entrelaça nas espirais galácticas, entramos na energia que irá reger a Terra, a nave que singra os céus do infinito em suas elípticas dançarinas, pulsando, a partir de seu coração de cristal e ferro, o doce amanhecer de uma nova vibração, mais intensa e brilhante. É a busca da entrega a um movimento muito maior que a nossa consciência, é esvaziar a si mesmo de todas as crenças & apegos para apenas estar presente ao movimento da própria vida, com a mente ágil e o coração pleno, tomando consciência de ser um ponto conectado a milhões de outros, formando a teia de luz que sustenta o intento da vida no planeta Terra. A cada momento de quietude, a possibilidade de abrir o portal do êxtase. A Terra vem nos ensinar sobre a sincronicidade e o equilíbrio, sentindo a conexão com os reinos espirituais ao mesmo tempo em que nos conectamos, com atenção à energia da Mãe Terra, a cada passo, a cada momento. Encontrar o caminho interno que une esta incrível energia ao espírito, realizando o sonho sagrado planetário. Trazer a inteligência ativa, a mente ágil e receptiva para dançar com a vida, metamorfoseando o aqui e agora, confiando na própria intuição para descobrir o seu contato com o inefável, cada dia mais presente. Se deixar levar pela sabedoria interna que existe em seu coração, sempre existiu. Pois a essência humana é puro Amor e Doação. Nada mais, nada menos. E, ao fluir com o vento do espírito, encontramos o verdadeiro nascimento de nossa alma, e as pistas do caminho se tornam claras, precisas, anunciando um novo dia, uma nova vida. Basta se reconectar com o seu silêncio, o seu coração. Impossível controlar o fluxo da vida, talvez a maior ilusão na qual estamos imersos... e nos embaraçamos cotidianamente aviltando com nossas expectativas e apreensões o maior presente que recebemos : a vida. E que ela resplandeça, em sua profunda beleza. Que a sinergia de nosso espírito livre nos leve a encontrar o nosso lugar na roda da vida. Que as tribos renasçam no coração de cada ser que dança o caminho vermelho. Que percebamos que o grande sonho sagrado é a própria vida. Nada a alcançar e tudo a realizar, dentro e fora de si. Que nos juntemos para agir em favor da vida, de sua preservação, em todos os lugares de nossa Mãe Terra. Que tenhamos tempo para ouvir e dar amor para a nossa própria criança interna. Que nosso feminino e masculino reencontrem o equilíbrio e o companheirismo para tecer um novo caminhar Um caminhar em que não importa ter, mas simplesmente ser. Que não se pensa sobre, que não teoriza, mas que se deixa levar pela sensação da brisa tocando a pele, em pleno êxtase de estar vivo. Que o nosso ego, que sempre nos volta para fora, que quer qualquer coisa, que tem orgulho de conquistar, tire umas férias muuuuuuuuuito longas. E que o nosso coração brilhe infinitamente, criando ondas de beleza e sementes de luz para nós e todas as gerações vindouras. omita koyoasin pilamayhe Para todas as minhas relações Wise Buffalo Woman POSTADO POR UMA MULHER


publicado por araretamaumamulher às 14:03 | link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13
14
15

16
17
18
22

23
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Característicos da violên...

As situações de violência...

Fatores que contribuem pa...

As (in) visíveis seqüelas...

As consequencias das agre...

Nunca vou compreender ist...

eu tenho uma dor dentro d...

Ainda me lembro quando es...

Ser mãe é padecer no para...

Mulheres, cuidando da cas...

arquivos

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

tags

a desvalorização da mulher

a morte de um filho

a mulher e acultura da desvalorização

agressão da mulher

agressão psicologica

agressor

amor

anorexia

aprendizado

baixa auto estima

baixa auto estima origem da dor.

baixa auto-estima

beleza

bulimia

circulo vicioso.

como agir em caso de violência

comotratar a violência

comportamento machista

consentimento silencioso.

criança ferida

cristianismo e o preconceito ao feminino

crueldade na familia

culpa

denuncia

depressão

desejo sexual

deus

dia da mulher

direitos humanos

direitos humanos para a mulher vitima.

dor

dor humilhação

educação

educação de filhos

emoções

envelhecer

falta de amor

familia

familia desestruturada.

feminismo

filho

gordura

humilhação

infância

infancia de dor

inveja

lar

lei maria da penha

luto

machismo

mãe

manipulação.

máscara

medo

medos

menopausa

mentira

mídia

mídia especializada

mitos verdades

morte

morte de um filho

morte prematura

mulher

mulheres

mulheres violentadas.

oração

orgulho

patriarcado

perda

perda de um filho

perdão

perversão

preconceito

rede social

relacionamentos

sagrado

silencio

silêncio

sociedade

sociedade machista

solidão

sonhos

suicidio

velhice

verdade

vergonha

violência

violencia

violência aceita

violência contra a mulher

violência da mulher

violencia da mulher

violência doméstica

violência emocional

violencia emocional

violência psicologica

violência sexual

vitima

vitimas de violencia.

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds