Segunda-feira, 15 de Março de 2010
Amigos (as):
Eu tomei a decisão de abrir uma Rede Social, voltada exclusivamente para a violência da mulher e violência doméstica.
Busquei na NET e não consegui encontrar, existe a rede da Lei Maria da Penha, mas lá só se discute sobre a lei.
E bem sei que existem inúmeros casos em que a lei não funciona. Ou melhor, a Lei ainda é muito jovem, e as pessoas que lidam com ela na grande maioria das vezes não estão preparadas para trabalhar toda a complexidade que é a violência doméstica e da mulher.
Quero convidar a todos para fazerem parte da Rede. Assim como convidar a quem estiver interessado em fazer esse tipo de trabalho, que venha participar conosco. Estamos precisando de psicólogos, advogados, pessoas que tenham paciência de ouvir a mesma coisa varias vezes, que tenham vontade de ajudar.
Venham vamos formar fóruns de debates. Vamos realmente ajudar.
Pesquisas do instituto Patrícia Galvão, mostram que a internet é o primeiro lugar onde as mulheres buscam ajuda, por se sentirem seguras, já que não tem a obrigação de mostrar o rosto.
E descobri por minha experiência que nós mulheres vitimas de violência não precisamos de muito, só precisamos de alguém que nos diga: Conte comigo!
Sabe foi só isso que a Sereníssima, a Váleria, a Lílian, a Sissym, a Regina, o RobMaia, e muitos outros tiveram que fazer para mudar completamente a minha vida.
Eu estava deprimida, sozinha com medo, em um ano tinha engordado uns dez kilos, agora estou fazendo caminhada, tenho projeto, como o meu livro, a rede, e muitos outros. Enfim hoje estou com outra cabeça.
Por isso a decisão da rede, quero poder mostrar a essa mulher que está sofrendo violência que eu acredito nela, que eu estou ao lado dela e que farei o que for preciso para ajudá-la a sair dessa experiência tão dolorosa e humilhante.
Amigos conto com vocês mais uma vez.
Aqui está o endereço da Rede Uma Mulher http://umamulher.ning.com/
Beijos no coração de todos.


publicado por araretamaumamulher às 05:43 | link do post | comentar | favorito

4 comentários:
De Madresgate a 15 de Março de 2010 às 08:10
Ola
Achei muito interessante sua postagem e iniciativa
Espero que suas atividades neste novo espaço sejam e fato reconhecidos e que voce consiga conscientizar todos quanto aos direitos de nossas mulheres.
Estas agressões não fazem sentido, não sei porque existem.
Devemos colaborar com voce para o sucesso deste novo trabalho.
Espero poder estar presente sempre que possível.
Parabens pela iniciativa
Um forte abraço
Mad


De A Voz da Poesia a 15 de Março de 2010 às 12:41
Fátima,
já estou lá. No que me for possível estarei ajudando. Conte comigo.

Abraço,
Sereníssima


De Maria Souza a 15 de Março de 2010 às 12:44
Parabéns!
Que divulgues ao máximo essa proposta que as mulheres envolvidas somente saem desse estado quando encontram outras como exemplo de superação e luta.

beijos, Maria Souza - Porto Alegre - RS


De Genilda Silva a 16 de Março de 2010 às 21:19
Excelente iniciativa. Há muitas mulheres vivendo oprimidas e subjulgadas, que no lugar de denunciar o agressor, se sentem envergonhadas como se a culpa de sofrer violência fosse delas.

Parabéns e meus sinceros desejos que sua rede social possa agregar um bom número de profissionais para ajudar essas mulheres.


Comentar post

mais sobre mim
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13
14
15

16
17
18
22

23
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Característicos da violên...

As situações de violência...

Fatores que contribuem pa...

As (in) visíveis seqüelas...

As consequencias das agre...

Nunca vou compreender ist...

eu tenho uma dor dentro d...

Ainda me lembro quando es...

Ser mãe é padecer no para...

Mulheres, cuidando da cas...

arquivos

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

tags

a desvalorização da mulher

a morte de um filho

a mulher e acultura da desvalorização

agressão da mulher

agressão psicologica

agressor

amor

anorexia

aprendizado

baixa auto estima

baixa auto estima origem da dor.

baixa auto-estima

beleza

bulimia

circulo vicioso.

como agir em caso de violência

comotratar a violência

comportamento machista

consentimento silencioso.

criança ferida

cristianismo e o preconceito ao feminino

crueldade na familia

culpa

denuncia

depressão

desejo sexual

deus

dia da mulher

direitos humanos

direitos humanos para a mulher vitima.

dor

dor humilhação

educação

educação de filhos

emoções

envelhecer

falta de amor

familia

familia desestruturada.

feminismo

filho

gordura

humilhação

infância

infancia de dor

inveja

lar

lei maria da penha

luto

machismo

mãe

manipulação.

máscara

medo

medos

menopausa

mentira

mídia

mídia especializada

mitos verdades

morte

morte de um filho

morte prematura

mulher

mulheres

mulheres violentadas.

oração

orgulho

patriarcado

perda

perda de um filho

perdão

perversão

preconceito

rede social

relacionamentos

sagrado

silencio

silêncio

sociedade

sociedade machista

solidão

sonhos

suicidio

velhice

verdade

vergonha

violência

violencia

violência aceita

violência contra a mulher

violência da mulher

violencia da mulher

violência doméstica

violência emocional

violencia emocional

violência psicologica

violência sexual

vitima

vitimas de violencia.

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds